Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images

    Marc Márquez estreou na principal categoria da motovelocidade dois anos após acidente.

Chefe de mecânicos de Márquez recorda momento difícil

Santi Hernández relembra período de recuperação do espanhol após queda sofrida em 2011
Por: Murilo - 15/01/2020 09:12:56
210 visualizações

Apesar do hexacampeonato na MotoGP e dos dois títulos que obteve nas categorias de acesso, o espanhol Marc Márquez não teve um percurso só de conquistas e bons momentos na Motovelocidade. Em 2011, ele esteve bem perto de deixar o esporte. O motivo foi uma queda que o deixou com um problema de visão, algo que demorou para curar.

A incerteza quanto ao futuro de Márquez também afetou o seu chefe de mecânicos, Santi Hernández. Ele relembrou esse período de 2011, o qual considera seu momento mais complicado. Em entrevista à DAZN, Hernández contou que, apesar do futuro considerado incerto na época, ele decidiu permanecer ao lado de Márquez.

“O meu momento mais complicado foi em 2011 quando o Marc caiu em Sepang, quando teve o problema na vista. Reuniu-nos durante o inverno a mim e ao Emilio [Alzamora], porque não sabia como a situação iria acabar e propôs a nós inclusive procurar outras equipes. Era uma pena, porque não sabia como ia acabar, mas decidimos ficar juntos”, revelou. 

A confiança valeu a pena. Dois anos depois, Márquez estreou na MotoGP e já conseguiu seu primeiro título. Desde então, só não foi campeão em 2015, somando seis títulos na principal categoria do motociclismo mundial. 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade