Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images

    Segundo Binotto, o motor volta para Maranello, onde será analisado.

Recuperação do motor de Leclerc é dúvida para GPs que faltam

Chefe da Ferrari, Mattia Binotto, diz que equipe ainda procura falha no composto
Por: Murilo - 08/11/2019 09:28:07

O chefe da Ferrari, Mattia Binotto, disse que a equipe não sabe se a especificação 3 do motor de Charles Leclerc poderá ser usada no restante da temporada 2019. Por conta de um vazamento de óleo, Leclerc teve que utilizar nos Estados Unidos uma versão antiga da unidade de potência, na especificação 2.

Segundo Binotto, o motor volta para Maranello, onde será analisado. “Vai ser despachado de volta para Maranello. Tivemos um vazamento de óleo prolongado, ainda não está claro de onde veio. Nós precisamos analisar e entender de onde está vindo e, eventualmente, decidir se ainda pode ser usado ou não”, disse ele ao site Motorsportweek.com.

Se a versão mais recente poderá ser usada nos GPs de Brasil e Abu Dhabi, a Ferrari ainda não sabe. Ao falar sobre o motor, Binotto também reconheceu que o propulsor mais velho, que teve que ser usado por Leclerc por conta do problema, se mostrou inferior em relação à especificação 3. 

“Não estava bem abaixo (em termos de potência), estava um pouco abaixo. É o que esperamos entre uma atualização de motores. Era a segunda unidade de potência e não a terceira que introduzimos em Monza”, concluiu.

 
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade