Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images

    Mattia Binotto se mostrou incomodado com as insinuações feitas pela Red Bull.

"Um teste nosso", diz Binotto sobre menor velocidade da Ferrari

Chefe da equipe italiana atribui queda na velocidade à mudança no equilíbrio do carro
Por: Murilo - 05/11/2019 05:30:00

A queda de performance da Ferrari no GP dos EUA foi reflexo de um teste feito pelo time no equilíbrio do carro, disse o chefe da escuderia italiana, Mattia Binotto - mais um que se mostrou incomodado com as insinuações feitas pela Red Bull. 

O chefe da equipe austríaca, Christian Horner, entrou com um protesto na FIA (Federação Internacional de Automobilismo) contra a Ferrari. E foi justamente após esse episódio que a equipe italiana registrou queda em sua performance. No entanto, Binotto afirmou que a menor velocidade em Austin foi por causa do uso de um nível maior de downforce.

“É verdade que não estávamos ganhando tanto nas retas quanto nas corridas anteriores, mas nos equiparamos aos nossos rivais nas curvas ― pelo menos na classificação. O equilíbrio entre o limite de aderência e o limite da potência foi alterado neste fim de semana, como um teste nosso, para tentar equiparar com as curvas deles”, disse Mattia em entrevista à publicação inglesa ‘Autosport’.

“Acho que é simples assim, nós ainda fomos competitivos na classificação, mas tinha algo na corrida para entender e nós precisamos entender o que é melhor para as próximas corridas em termos de equilíbrio. Não caiu muito. Caiu um pouco, que é o que estávamos esperando entre as atualizações do motor. Essa era a unidade de potência 2 e não a 3 que introduzimos em Monza”, continuou Binotto, rebatendo a alegação de que a performance da unidade de potência caiu excessivamente. 

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade