Fórmula 1

  • Crédito: Getty Images Sport

    Leclerc terá que se adaptar ao estrelado de estar em uma Ferrari em 2019.

Leclerc vai saber lidar com Vettel?

O jovem piloto da Ferrari vai ter que se adaptar rapidamente ao ambiente de uma grande escuderia
Por: Redação - 16/01/2019 16:53:48

O jovem piloto monegasco, Charles Leclerc, a nova estrela da Ferrari dará mais um importante passo na sua carreira em 2019, pois vai assumir um posto de visibilidade na maior categoria do automobilismo mundial e ter como companheiro de equipe um tetracampeão.

Mas quem o vê, tão jovem, já ocupando um cockpit da escuderia italiana, pode pensar que a sua chegada na F1 foi tranquila, mas as suas peimeiras corridas não ocorreram como esperado e levantaram dúvidas sobre o talento de Leclerc.

Mas já na sua quarta prova da categoria, em Baku, Leclerc brindou à todos com uma excelente performance, largando do 14º lugar e cruzando em um belo 6º posto. Curiosamente na mesma pista onde no ano anterior, 2017, ele venceu a prova de F2, mesmo após o falecimento de seu pai e chamou à atenção de todos.

Leclerc falou dos primeiros momentos na Sauber e das dificuldades que sentiu nas primeiras provas:

“Nas três primeiras corridas eu aprendi muito, trabalhei arduamente apenas para entender e identificar minhas fraquezas”, disse Leclerc. “Eram algumas coisas que não estavam correndo bem, e depois das três primeiras corridas finalmente conseguimos entender o que estava mal, demos um grande passo à frente. No início era intimidante falar com tantas pessoas porque sabemos que tudo o que vamos dizer será analisado não apenas por engenheiros, mas por muitas pessoas. Não digo assustador, mas ficava intimidado no início.  É uma questão de hábito, até porque o tipo de feedback que damos  pode ser muito mais preciso , porque há muito mais pessoas a analisar os dados. Na Fórmula 2, tentamos focar nos pontos principais, pois há apenas um ou dois pontos que permitem melhorar o carro. Já na F1, é uma abordagem diferente e leva um pouco de tempo até nos adaptarmos".

Um dos aspectos que Leclerc ainda não teve muita experiência  e vivência, está relacionado com os conflitos internos e a politica que inevitavelmente tem um papel importante na F1:

“Ainda não enfrentei muita política e apenas tento ser o mais honesto possível com a imprensa para que não haja política”.

Leclerc terá de adaptar-se novamente a uma nova realidade. Ter um colega tetracampeão, em uma equipe conhecida em todo o mundo com uma fiel legião de fãs. Mas o jovem já mostrou que consegue se adaptar com relativa facilidade e certamente será um osso duro de roer para Vettel.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade