MotoGP

  • Crédito: MotoGP

    Rossi no pódio de Austim, nos EUA.

Rossi: "A queda de Márquez equilibrou tudo"

Italiano da Yamaha acredita em suas possibilidades, mas alerta que Márquez ainda é o favorito
Por: Redação e agências - 19/04/2019 13:23:07

Valentino Rossi, da Yamaha, mostrou no início desta temporada de 2019 que tem muito à dizer. Ele terminou em quinto no GP do Catar e depois melhorou significativamente, já que emendou dois segundos lugares (GP da Argentina e GP das Américas). Isso o colocou como segundo no campeonato com 51 pontos, a três pontos do líder, seu compatriota Andrea Dovizioso, da Ducati.

O piloto tem motivos para ser otimista. Aos 40 anos, ele sonha em alcançar o décimo título mundial de motocicletas. O 'Doutor' sabe que pode fazê-lo, mas sabe que será uma missão muito complicada. Considere que Marc Márquez, que caiu em Austin quando liderava a corrida com autoridade, ainda é o rival a se vencer. "Márquez ainda é o favorito, porque no Catar foi o segundo e dominou na Argentina, e em Austin teria vencido se não tivesse caido. Então, sim, ele ainda é o favorito", enfatizou.

Rossi acredita que a situação esta tão equilibrada devido a essa queda: "Há quatro pilotos de quatro marcas diferentes nos quatro primeiros lugares do mundial, então agora tudo está muito equilibrado, pode até acontecer que alguém como Dovi seja deixado de fora do Q2 (Austin). Esta igualdade é bom para o campeonato, mas também temos de dizer que a situação é tão equilibrada porque Marquez caiu. Caso contrário, Marc estaria na liderança".

Por outro lado, Valentino entende que Alex Rins não é algo oportuno ou uma "zebra" e considera que a Suzuki é uma séria candidata ao título. O italiano vai para os resultados para apoiar sua tese. Não em vão, devemos lembrar que Rins terminou a temporada passada com três pódios em quatro corridas. "Eu acho que Rins é um candidato ao título, porque não se foi usado apenas uma corrida. Era forte na segunda metade da última temporada. Normalmente na frente. É sempre rápido nas corridas, Mesmo quando ele teve problemas nos treinamentos, eu estou feliz por isso, porque eu estou mais ou menos no mesmo barco! Rins pilota de uma forma inteligente, é muito bom com tudo, isso é muito importante para salvar o pneu para a segunda metade de uma corrida, em suma, é muito difícil de bater", diz ele.

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade