MotoGP

  • Crédito: MotoGP

    O GP do Catar, a primeira da temporada, foi bastante disputado.

O balanço da primeira etapa

Quem surpreendeu positivamente e quem deixou a desejar no GP do Catar
Por: Redação - 11/03/2019 11:23:06

Passada a primeira etapa da temporada 2019, vamos ao balanço do desempenho dos principais pilotos. Quem surpreendeu positivamente e negativamente?Vamos as análises:

Positivamente

Andrea Dovizioso: Implacável, Dovizioso teve uma grande largada e foi dele a gestão do ritmo da corrida, optando por uma pilotagem segura para poupar os pneus. Experiente, perdeu a liderança meia dúzia de vezes mas teve sempre a calma e o talento para regressar ao topo. Começou a temporada vencendo um grande duelo até ao último segundo com Márquez, ganhou a corrida e lidera o mundial. Se continuar assim, temos um candidato ao título.

Marc Márquez: O que dizer de um piloto que fez uma pré-temporada limitado em termos físicos e que se apresentou no Catar fazendo uma prova de grande inteligência? Soube aproveitar as caronas necessárias nos momentos certos. Rodou na maior parte do tempo em segundo, uma estratégia que já o vimos fazer vezes em outros anos, administrando a corrida, perto dos líderes, para atacar no final. O plano correu quase todo certo, mas Dovizioso estava preparado para o ataque final em Losail. A Honda este ano tem mais velocidade de ponta. Veremos como o fenômeno de Cervera aproveita mais esta valia ao longo do ano.

Valentino Rossi: Largou em décimo quarto lugar e conseguiu subir no grid a cada volta, com calma e tranquilidade, sabendo que tinha um bom equipamento em mãos e sem correr riscos. Valentino provou nesta prova que tem cartucho para disputar corridas e quem sabe o título. Acabou a prova em um explendido quinto lugar.

Cal Crutchlow: O britânico da LCR voltou a mostrar do que é feito. Passou parte importante da pré-temporada limitado após ser operado e não competia desde o pódio em Motegi, no ano passado. Com um teste para esquecer no Catar, Crutchlow batalhou em pista várias vezes com Danilo Petrucci e levou a melhor quando mais interessava e ficou em posição privilegiada para lutar pelo pódio. Soube enfrentar Alex Rins e bem perto do fim os seus esforços foram premiados com o pódio.

Alex Rins: Dia positivo para o espanhol da Suzuki, que voltou a fazer uma corrida sólida. Partiu do décimo posto no grid e após quatro voltas já era o terceiro. Acabou a quinta volta em segundo mas o duelo com Marc Márquez não foi fácil. Liderou a corrida entre as voltas 8 e 10 e parece pronto para batalhar pelo pódio em grande parte das corridas. As indicações recolhidas em Losail foram positivas e com a meta da vitória em mente, Rins pode perfeitamente consegui-la este ano, a julgar pelo que se tem visto do espanhol desde o primeiro teste oficial em Valência.

Joan Mir: O piloto da Suzuki foi uma das surpresas da corrida. Ganhou cinco posições na primeira volta e lutou em pista com Rins, Viñales, Crutchlow e Petrucci, por exemplo. Durante oito voltas foi quarto colocado, impressionante para um rookie. Lutou com brio com os rivais mais experientes e sustentou os ataques, já perto do fim, de Nakagami. Começo promissor com um oitavo lugar.

Fabio Quartararo: O francês teve uma largada discreta na Yamaha, mas durante a pré-temporada deu sinais cada vez maiores de competitividade. Uma qualificação de sonho deixava-o em quinto e debaixo dos olhares atentos do mundo do motociclismo. Mas deixou a moto morrer no grid, antes da volta de apresentação e acabou por ter que começar a corrida do pit lane. Depois de quatro voltas atrás de Syahrin, em último, Quartararo partiu para um desempenho espetacular. Chegou a 16.º em 13 voltas e "besliscava" os pontos, apesar de ter partido de uma posição muito complicada. Zarco, Lorenzo e Oliveira foram rivais onde passou três, quatro voltas atrás antes de os ultrapassar, para acabar em 16.º. Não conseguiu chegar na zona de pontuaçnao, mas fazer o que fez em sua estreia, está de parabéns.

Negativamente

Jack Miller: Equipado com uma Desmosedici GP19, o australiano é candidato a estar mais presente na luta pelo pódio, tal como fez Danilo Petrucci no ano passado. Partiu do quarto lugar e após uma volta era segundo. Problemas no assento o fizeram perder várias posições na volta seguinte. Ficou no top dez até que na 13.ª volta regressou ao box e abandonou, por não conseguir equilibrar-se nas curvas devido a não ter assento.

Francesco Bagnaia: Uma das surpresas da pré-temporada, o italiano teve uma corrida para esquecer após ter sido tocado por um rival. Perdeu uma das asas aerodinâmicas, o que lhe complicou a vida e o impediu de controlar a moto em alta velocidade nas retas, tendo que abandonar pouco depois. Igualmente ao Miller, o negativo vai para o fato de não acabar a corrida.

Tito Rabat: Ao contrário dos outros dois pilotos citados acima, que tiveram de abandonar devido a problemas com a moto, Rabat simplesmente não conseguiu tirar proveito da sua Desmosedici GP18, uma moto vencedora. Rodou sempre nos últimos lugares e nunca ameaçou o top 15. Para um piloto campeão na Moto2, com uma boa máquina e já três anos de experiência na categoria, espera-se mais.

Johann Zarco: A adaptação de Zarco à RC16 está demorando. Habituado a uma Yamaha suave e "amiga" de pilotos mais inexperientes, o gaulês da KTM teve problemas notórios desde que subiu à KTM e ainda parece longe dos momentos que já o vimos na categoria rainha nos últimos dois anos. Para um piloto com pódios e várias fábricas atrás, antes de escolher a KTM, o número 5 tem primeiro de sentir a RC16 como sua e ganhar a confiança que ainda não tem na moto.

Maverick Viñales: O espanhol da Yamaha partiu da pole position mas uma má largadao fez acabar a primeira volta em sétimo. Ainda chegou a ocupar o quinto posto, mas perdeu logo a posição para Petrucci e Alex Rins. Aguentou os ataques de Valentino Rossi durante várias voltas até que o perdeu. Regressou ao sétimo lugar, pouco para quem vem da pole e tem uma estrutura como a Yamaha na sua garagem. Sustentou os ataques de Joan Mir até o final e acabou em um dececionante sétimo lugar.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade